Palácio Capanema sediará 27º Congresso Mundial de Arquitetos

O edifício que carrega os nomes de Lucio Costa, Niemeyer e Le Corbusier servirá, oficialmente, como uma das instalações do 27º Congresso Mundial de Arquitetos (UIA2020RIO)


Foto: reprodução / Iphan 


O Palácio Gustavo Capanema - situado no centro do Rio de Janeiro - vai sediar o 27º Congresso Mundial de Arquitetos (UIA2020RIO). O local será um dos principais pontos de visitação dos cerca de 15 mil congressistas que desembarcarão na cidade em julho de 2020.

Segundo o presidente do CAU/BR, Luciano Guimarães: “O edifício é reconhecido não só aqui no Brasil, como patrimônio histórico nacional, mas internacionalmente como um dos grandes exemplares da arquitetura moderna”.

A autorização para o uso do edifício foi concedida em setembro, durante evento de entrega da obra de restauração de suas fachadas, com a presença de alguns dos representantes de órgãos como Iphan, IAB, UIA, CAU/BR, CAU/RJ e CAU/SP.

“Ter o Palácio Gustavo Capanema restaurado em 2020, abrigando uma série de atividades vinculadas ao UIA2020RIO, é fundamental. Os arquitetos do mundo inteiro poderão conhecer essa obra prima recém-restaurada e, ao mesmo tempo, será um legado que o governo brasileiro, o IAB e os arquitetos e urbanistas vão deixar para a sociedade carioca”, afirmou o presidente do IAB, Nivaldo de Andrade, no dia da oficialização do documento.

O vice-presidente das Américas da UIA, Roberto Simon, ressaltou a importância de parte das atividades do 27º Congresso Mundial de Arquitetos ser sediada no Palácio: “É muito bom saber que teremos o prédio à disposição. É um estímulo gigantesco para que a gente continue caminhando para realizar no Rio de Janeiro o congresso que essa cidade merece”.

Para Simon, a capital fluminense contribuirá diretamente com o projeto do Congresso da UIA, justamente por representar um espaço de reflexão a céu aberto. Durante seis meses, o Palácio Capanema vai abrigar uma série de atividades abertas a todos os participantes do UIA2020RIO.

Já o presidente do CAU/RJ, Jeferson Salazar, afirmou que o prédio será um espaço representativo para ser o ponto de apoio do UIA2020RIO: “Certamente que a exposição do Palácio vai contribuir bastante para despertar na população o interesse pela arquitetura e urbanismo e pelo patrimônio”.

Recentemente, o edifício contou com a restauração de suas fachadas, a partir de recursos provenientes do PAC Cidades Históricas e do Iphan. Serão realizadas ainda outras fases de restauração, que preveem: restauro, conservação e modernização da parte interna do edifício, englobando infraestrutura; sistema de detecção e combate a incêndio; sistema de ar condicionado; modernização dos auditórios; conservação dos jardins de Burle Marx no térreo; e restauração do mobiliário e dos painéis de azulejos de Portinari.

Publicada originalmente em ARCOweb em 28 de Setembro de 2018
  • 0 Comentários

ENVIE SEU COMENTÁRIO

Assine PROJETO e FINESTRA!
Acesso completo grátis para assinantes


Quem assina as revistas da ARCO pode acessar nosso acervo digital com mais de 7 mil projetos, sem custo extra!

Assine agora