Vigliecca & Associados: Edifício de uso misto, São Paulo

Transformação e continuidade

Projetar transformações sem destruir a qualidade da escala interiorana, o equilíbrio resultante da presença de áreas verdes e a sensação de habitabilidade da Vila Ipojuca, bairro da zona oeste de São Paulo, foi um importante desafio no projeto do edifício SKR/ Mota Pais, segundo os arquitetos do escritório Vigliecca & Associados que assinam a arquitetura

Ainda que localizada na metrópole paulistana, a vila Ipojuca possui ares de cidade pequena, com predominância de residências unifamiliares e comércios locais. O bairro de topografia acidentada e ruas curvas, no entanto, passou a despertar nos últimos anos o interesse de incorporadoras, em parte devido à tranquilidade característica da região, mas também por seus terrenos com preços mais baixos do que os de vizinhos famosos, como a Vila Madalena e Pinheiros.

Embora não sejam frequentes os exemplos arquitetonicamente relevantes, uma série de empreendimentos surge com uma proposta que busca, prioritariamente, o respeito e a harmonia com o local, indicando uma transformação baseada na comunhão entre modernidade e tradição.

É o caso do edifício que o escritório Vigliecca & Associados projetou para a incorporadora e construtora SKR, em uma parceria afinada com o objetivo de acrescentar novos valores àqueles inatos ao lugar.

“A fórmula é complexa e seus fatores têm pesos diferentes. O artifício é atingir uma intersecção equilibrada de todos eles: exigências legais do Plano Diretor, normativas de segurança, acréscimo de áreas verdes, insolação, vistas, parâmetros do mercado, definição de um produto. E, finalmente, do ponto de vista da construção da cidade, estabelecer uma configuração volumétrica em continuidade e solidariedade com a volumetria do entorno”, explica Héctor Vigliecca, titular do escritório paulistano.

Em síntese, o arquiteto e urbanista resume a intervenção como um acréscimo consciente, que se estabelece como um modelo alternativo de ocupação. A edificação de uso misto está situada em um terreno com 2,6 mil metros quadrados e desnível de 18 metros. As movimentações de terra acompanharam tanto quanto possível a topografia natural e tiveram o cuidado de não gerar grandes muros de arrimo sobre a vizinhança.

Na rua Chafalote (cota mais alta) está o principal acesso residencial. Já a entrada da área que deve ser ocupada por um coworking ocorre pela rua Mota Pais, via de maior movimento.

“Por ser uma gleba que incorporava vários lotes e que resultava em um lugar geometricamente complexo, buscou-se o seu melhor aproveitamento”, de acordo com Vigliecca.

O programa de necessidades está distribuído em cinco subsolos (com áreas comercial, de lazer dos moradores e técnica, além de estacionamentos), um térreo e oito pavimentos com 53 apartamentos que variam entre 70 e 140 metros quadrados - os últimos são coberturas com configuração de sobrados.

O pavimento tipo está organizado em duas alas, com suas respectivas torres de escadas e elevadores. As circulações comuns internas têm aberturas para a paisagem e geram ventilação cruzada em todos os apartamentos. Outras estratégias para a proteção térmica do empreendimento foram o sombreamento dos terraços onde estão os panos de vidro maiores e pátios internos arborizados no conjunto.

A edificação tem estrutura de concreto, terraços com estrutura mista (concreto e metálica) e fechamentos de alvenaria com revestimentos em chapas metálicas e placas cimentícias - soluções que permitem, segundo o arquiteto, que o projeto transmita condições volumétricas diferenciadas. O início das obras está previsto para o segundo semestre deste ano.

Vigliecca & associados
 
Criado em 1996, o escritório Vigliecca & Associados é constituído por Héctor Vigliecca e Luciene Quel, sócios fundadores, e pelos associados Ronald Fiedler e Neli Shimizu. Destacam-se em seu currículo projetos urbanos de grandes escalas e dezenas de premiações em concursos de arquitetura.



Ficha Técnica

Edifício de uso misto SKR/Mota Pais
Local
São Paulo (SP)
Início do projeto 2014 
Área do terreno  2.613,49 m²
Área construída 14.500 m² (Área de coworking 555 m2)

Arquitetura e urbanismo Vigliecca & Associados - Héctor Vigliecca, Luciene Quel, Ronald Werner, Neli Shimizu (autores); Luiz Marino, Carlos Collet, Paula Romagnoli, Marcela Ferreira (equipe)
Cliente SKR Engenharia

Texto de Camila Gonzalez| Publicada originalmente em Projeto Design na Edição 447
  • 0 Comentários

ENVIE SEU COMENTÁRIO

Assine PROJETO e FINESTRA!
Acesso completo grátis para assinantes


Quem assina as revistas da ARCO pode acessar nosso acervo digital com mais de 7 mil projetos, sem custo extra!

Assine agora