Case

Estética e acústica com caixas de madeira

No auditório que ocupa o terceiro pavimento da nova sede do Instituto Moreira Salles, em São Paulo, o projeto de arquitetura buscou aliar estética e excelente acústica. Forro e painéis executados em MDF ignífugo pela empresa Pratikline isolam o ambiente, gerando uma dinâmica composição com caixas pretas

As paredes laterais do auditório e cinema do Instituto Moreira Salles, em São Paulo, edifício recém-inaugurado na avenida Paulista, receberam painéis de MDF ignífugo - uma placa homogênea, com excelente estabilidade dimensional, de superfície uniforme, alta densidade e com baixo grau de inflamabilidade.

Essas placas foram elaboradas em meia esquadria pela Pratikline, empresa com sede em São Paulo e com mais de 20 anos no mercado. Em seguida, receberam tratamento para atingir a coloração solicitada pelo projeto de arquitetura de autoria do escritório Andrade Morettin.

“Sobre os painéis foi aplicado um produto desenvolvido por nós, à base de água, para que a tonalidade do material se assemelhasse à amostra de um painel de fibras de madeira importado fornecido pela arquitetura”, explica o diretor da Pratikline, Ibrahim Salamon.

Esses painéis laterais foram instalados com angulação definida pelo projeto de acústica, formando um dinâmico arranjo com caixas pretas. Algumas delas funcionam como portas, que podem ser abertas ou fechadas de acordo com a apresentação a ser exibida no local. De acordo com Salamon, essas portas surgiram de um protótipo executado pela Pratikline, com dobradiças importadas. O modelo utilizado não permite que os visitantes do auditório percebam as placas de portas nesses painéis.

Tanto os painéis quanto o forro contam com proteção acústica, já que o excelente isolamento do auditório, que funciona no terceiro pavimento do edifício, era uma das principais preocupações dos arquitetos. Na antecâmara e no foyer, o forro é perfurado.

Como explica Salamon, as placas foram feitas uma a uma no centro de usinagem da Pratikline, com paginação pré-definida por meio de programação. A Pratikline também foi responsável por executar o mobiliário do IMS São Paulo, que se destaca em áreas importantes do projeto, como a biblioteca e o famoso terraço elevado. Mantendo a mesma linguagem definida no projeto arquitetônico, eles contam com estrutura metálica pintada, onde foram fixadas caixas de madeira laminadas (MDF revestido em lâmina de madeira composta).

www.pratikline.com.br
(11) 5681-7663

Texto de | Publicada originalmente em Projeto Design na Edição 440
  • 0 Comentários

ENVIE SEU COMENTÁRIO

Assine PROJETO e FINESTRA!
Acesso completo grátis para assinantes


Quem assina as revistas da ARCO pode acessar nosso acervo digital com mais de 7 mil projetos, sem custo extra!

Assine agora