Arquitetura Espacial: base planetária em Marte

A tecnologia adotada no projeto é flexível, capaz de oferecer soluções viáveis para abrigos em climas extremos na Terra

Como Trabalho Final de Graduação da faculdade de arquitetura do Centro Universitário Belas Artes de São Paulo, um aluno desenvolveu um projeto que envolve arquitetura espacial, para uma base planetária em Marte, que contou com auxílio de um arquiteto da NASA para sua criação.

O projeto - de autoria do recém-formado Luiz Paulo Pegorar e de seu orientador e professor Giovanni Campari – divide-se em duas fases principais. A primeira delas trata-se da concepção de uma base planetária em Marte para a primeira expedição a abrigar o planeta. Já a outra fase consiste numa expansão para uma colônia possibilitando abrigar mais tripulantes.

Na primeira fase uma cápsula é enviada previamente à chegada da tripulação e aterrissa no planeta através de paraquedas e airbags de amortecimento. Robôs que vieram junto com a cápsula fazem o processo de posicionamento, nivelamento e plotagem do solo para a implantação da base. Com a chegada da tripulação é executada a última etapa para que a base esteja pronta para o uso, que consiste na montagem da cobertura inflável isolante. Ao findar essa etapa, a base está pronta para abrigar uma equipe de quatro pessoas.

A segunda fase do projeto trata de uma possível expansão da fase inicial, que se dará através de bases secundárias interligadas por um módulo expansor à base, compondo uma colônia. Planeja-se que a expansão seja feita gradualmente após a conclusão da primeira fase, possibilitando uma exploração mais efetiva de Marte.

Segundo o autor, a tecnologia adotada no projeto é flexível, capaz de oferecer soluções viáveis para abrigos em climas extremos na Terra – trazendo a proposta para uma realidade mais concreta. Uma Estação Polar, por exemplo, poderia ter seu tempo de construção minimizado, reduzindo assim a exposição em temperaturas mais baixas. Também é possível que seja adaptada para uso em altas temperaturas devido seu isolamento térmico, reduzindo o uso de refrigeração artificial.

Confira um vídeo que retrata um tour da base planetária:

www.spacearchitecture.com.br



Publicada originalmente em ARCOweb em 12 de Julho de 2017
  • 0 Comentários

ENVIE SEU COMENTÁRIO

Assine PROJETO e FINESTRA!
Acesso completo grátis para assinantes


Quem assina as revistas da ARCO pode acessar nosso acervo digital com mais de 7 mil projetos, sem custo extra!

Assine agora