Impa lança pedra fundamental de novo campus no Rio de Janeiro

Construção de área residencial, que foi objeto de concurso de arquitetura vencido pelo escritório Andrade Morettin Arquitetos, começa em outubro

Dada à reputação do cliente – o Instituto de Matemática Pura e Aplicada (Impa) - e a área em que é especializado, o prazo para a conclusão das obras do novo campus do Impa, no Rio de Janeiro, deve ser exato: até o final de 2021.

A data foi divulgada na sexta-feira, 23 de março, durante solenidade de lançamento da pedra fundamental da obra, à qual estiveram presentes autoridades dos ministérios da Educação, da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações e do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, além de representantes do próprio Impa.

A ampliação das instalações será realizada em um terreno de mais de 250 mil metros quadrados da rua Barão de Oliveira Castro, 60, no Jardim Botânico, zona sul da capital fluminense, que foi doado ao instituto pela família Marinho, que controla, entre outros negócios, o jornal e a TV Globo.

O projeto é do escritório Andrade Morettin Arquitetos, que, em 2015, venceu uma competição fechada para a concepção do conjunto. A ampliação do Impa se dará com a construção de unidades de habitação (126, no total), novas instalações para as áreas didáticas, auditórios e espaços para pesquisas.

De acordo com a assessoria de comunicação do Impa, no total, serão 8.140 metros quadrados de área construída. As obras estão previstas para começar em outubro deste ano. O projeto do escritório paulistano procurou reduzir o impacto das construções na paisagem. Foram criados pavilhões lineares dispostos ao longo das curvas de nível do terreno. Como de hábito nos trabalhos do estúdio, a arquitetura se baseia em construções leves, elevadas do solo sobre pilares, vinculadas a uma rede de espaços cobertos e descobertos.

Os pavilhões são articulados entre si por caminhos perpendiculares que traspassam as cotas de nível até acederem à praça superior, que congrega a vivência no campus. Esta é ladeada pelas atividades coletivas do conjunto e permite o acesso à sede original do instituto, que fica na Estrada Dona Castorina.

Ano passado, o projeto do Impa recebeu um dos prêmios da etapa regional América Latina da Fundação Lafarge Holcim de Arquitetura, em reconhecimento pela minimização do impacto da obra no entorno florestal (o Jardim Botânico) e urbano e pela modulação climática das edificações projetadas.



Publicada originalmente em ARCOweb em 27 de Março de 2018
  • 0 Comentários

ENVIE SEU COMENTÁRIO

Assine PROJETO e FINESTRA!
Acesso completo grátis para assinantes


Quem assina as revistas da ARCO pode acessar nosso acervo digital com mais de 7 mil projetos, sem custo extra!

Assine agora