MM18 Arquitetura: Mirante 9 de Julho, São Paulo

PONTO DE ENCONTRO

O projeto de restauro e requalificação do mirante do túnel 9 de Julho, importante monumento da região da Avenida Paulista, abandonado há décadas, foi concluído recentemente pelo MM18 Arquitetura. Ao lado do Grupo Vegas e da prefeitura de São Paulo, o escritório formou uma parceria público-privada que viabilizou a iniciativa

O novo espaço de observação, batizado de Mirante 9 de Julho, é resultado da primeira fase de um plano de revitalização urbanística, ambiental, paisagística e de desenvolvimento sociocultural para o complexo formado pelo túnel 9 de Julho e seu entorno, situado atrás do Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand (Masp).

As próximas etapas, ainda sem data de início, contemplam a reforma de duas praças com chafarizes nas laterais da Avenida 9 de Julho e a criação de uma galeria envidraçada na laje do mirante.

O projeto arquitetônico criado por Marcos Paulo Caldeira e Mila Strauss, titulares do escritório MM18 Arquitetura, teve como premissa o respeito ao valor histórico da área. Assim, segundo os arquitetos, foram feitas intervenções suaves e facilmente removíveis.

Entre as atividades executadas estão o restauro de materiais originais; poda de árvores, retirada de arbustos e criação de uma nova iluminação urbana, buscando mais acessibilidade e segurança; criação de equipamentos para atender ao novo uso, como cozinhas e sanitários; e reabertura do vão da torre que dá acesso à escada histórica.

Balcões de madeira construídos em cada lado do mirante serão usados como restaurante e café. Nesses ambientes, os pilares existentes são destacados pelo projeto de iluminação, mas também devido à aplicação de espelhos nas laterais, que geram a sensação de infinito ao replicar a imagem desses elementos estruturais.

O projeto priorizou espaços flexíveis, já que o mirante, concedido pela prefeitura de São Paulo ao consórcio formado pelo MM18 Arquitetura e pelo Grupo Vegas, do empresário Facundo Guerra, também servirá como centro cultural, trazendo eventos, exposições e ocupações públicas sob a curadoria de Akin Bicudo. De acordo com o edital, os sócios investiram 840 mil reais na primeira etapa da revitalização.

O Mirante 9 de Julho é o primeiro de uma série de projetos de recuperação de baixios de viadutos que a prefeitura pretende viabilizar por meio de parcerias.

MEMÓRIA URBANÍSTICA
Além de oferecer novos usos e ocupações ao complexo, o projeto busca resgatar a memória urbanística da região, que é marcada por diversas intervenções sobrepostas ao longo das décadas.

Criado em 1916, no ponto central da Avenida Paulista, o Clube Belvedere Trianon desempenhou por 20 anos importante papel social na cidade, além de oferecer vista privilegiada para o centro. Porém, após entrar em decadência, foi demolido em 1953 dando lugar alguns anos mais tarde ao Masp.

A parte do terreno onde está o complexo do túnel 9 de Julho, criado pelo Plano de Avenidas durante a gestão do prefeito Prestes Maia, foi mantida, mas acabou entrando em estado de degradação ao longo dos anos.

Na década de 70, a construção do Viaduto Professor Benedito Tranchesi sobre o túnel contribuiu ainda mais para a descaracterização da antiga paisagem, fazendo, inclusive, que a torre central na entrada principal fosse demolida.

ABERTURA AO PÚBLICO
A inauguração do Mirante 9 de Julho acontece no dia 23 de agosto. Diversas atividades estão programadas, como ocupação artística e apresentação de DJs.

Mirante 9 de Julho
Endereço: Baixo do Viaduto Bernardino Tranchesi, 167 - Bela Vista - São Pau-lo/SP
Abertura: dia 23 de agosto, domingo, das 10 às 22h
Abertura oficial com operação completa: 25 de agosto, terça-feira
Horários: Espaço cultural: 10 às 22h - terça à domingo (e feriados); Restaurante O Mercado: 12 às 22h - terça à domingo (e feriados); Café e bar Isso é Café: café - 10h às 18h; bar - 18 às 22h - terça a domingo (e feriados)
Telefone: (11) 3111-6342
Capacidade para 350 pessoas
Entrada gratuita


 
MM18 Arquitetura
Mila Strauss graduou-se em 2002 pela Faculdade de Belas Artes de São Paulo e deu sequência à sua formação na Universidade Politécnica da Catalunha, em Barcelona, onde estudou em 2003, tendo no período trabalhado no escritório Enric Miralles y Benedeta Tagliabue. Marcos Paulo Caldeira (FAU/Mackenzie, 2002) também cursou a escola da Catalunha. A dupla é sócia no escritório MM18 Arquitetura, constituído em 2014 como sucessor de Mila Strauss + Marcos Paulo Caldeira Arquitetos Associados.



Ficha Técnica

Mirante 9 de Julho
Local São Paulo
Cliente Consórcio Grupo Vegas e Prefeitura Municipal de São Paulo
Data do início do projeto janeiro de 2015
Data de conclusão da obra julho de 2015
Área construída 180m²
Arquitetura, interiores e luminotécnica MM18 Arquitetura
Arquitetos Marcos Paulo Caldeira e Mila Strauss
Colaboradores Fabiane Sakai, Larissa Burke, Bruna Pires, Thiago Buccieri
Construção e instalações Potentia Engenharia
Mobiliário Frank Dezeuxis
Luminotécnica Neide Senzi (consultoria)

Fornecedores

Serralheria São Judas (serralheria)
Marmoraria São Matheus (mármores)
Neon 3 Estações (iluminação)
Osvaldo Herrero - Black.out Lighting (led)
Caio Stil (marcenaria)
Neorex (bancos de concreto)

Publicada originalmente em ARCOweb em 19 de Agosto de 2015
  • 0 Comentários

ENVIE SEU COMENTÁRIO

Assine PROJETO e FINESTRA!
Acesso completo grátis para assinantes


Quem assina as revistas da ARCO pode acessar nosso acervo digital com mais de 7 mil projetos, sem custo extra!

Assine agora