Sergio Sampaio: Casa em Avaré, SP

Madeira e concreto em sintonia na residência de veraneio

Sintético em meios (prevalece a utilização da madeira industrializada), o projeto do arquiteto Sergio Sampaio se destaca por sua marcante identidade visual. É a contraposição da linearidade de um volume com o perfil curvo da cobertura a ele rotacionado que caracteriza a arquitetura

Há tempos que o arquiteto Sergio Sampaio vem explorando as propriedades da madeira engenheirada - processada industrialmente - nos seus projetos. Na casa que apresentamos aqui, localizada ao lado da represa de Jurumirim, em Avaré, o sistema construtivo é utilizado extensamente, associado a elementos de concreto e à fachada ventilada metálica.

A casa é composta por dois volumes perpendiculares entre si, sendo um transversal ao terreno - ocupando quase toda a largura do mesmo, com exceção dos recuos laterais de um metro - e o outro longitudinal. Com sua horizontalidade, o primeiro é a expressão do partido de valorizar ao máximo a vista em direção à água, enquanto que o segundo se diferencia no conjunto por causa do perfil curvo da cobertura.

"Na composição formal da casa optei por um elemento autônomo que fizesse um contraponto à linearidade do pavilhão transversal. A cobertura curva, com vinte e seis metros de extensão, e o modo delicado com que ela se apoia em apenas quatro pilares, delgados e trapezoidais, conferem dinamismo visual ao projeto", depõe o arquiteto.

A cobertura curva, cujo pontos mais alto se alinha com a projeção da face frontal da piscina, é conformada por manta termoplástica (impermeabilizante) sobre telhas metálicas apoiadas em vigas de MLC (madeira laminada colada). Foram unidos quatro segmentos de arco para atingir os vinte e seis metros da superfície, embora tecnicamente (para facilitar o transporte até o local) poderiam ter sido emendadas duas partes apenas.

O piso sob a cobertura curva é uma plataforma em concreto armado moldada no local, aonde estão posicionados a varanda, a piscina e o spa. No subsolo há a garagem de barcos, ponto de chegada da rampa originária do píer da represa.

Já o volume transversal da casa é um pavilhão de oito metros de profundidade por trinta e seis metros de largura, elevado sessenta centímetros do chão através de um radier (fundação corrida). As paredes internas são autoportantes, feitas com painéis de CLT (madeira laminada cruzada) que servem à delimitação de cinco suítes, escritório, lavabo, estar e cozinha. A pouca espessura das divisórias, dez centímetros apenas, é resultado da combinação de fatores, como a regularidade da modulação dos ambientes e a relativa pouca quantidade de aberturas de passagem entre eles.

As faces frontal e posterior deste bloco são, respectivamente, compostas por fachada ventilada montadas em bandejas de aço pré-pintadas na cor cinza grafite (servem para proteger os painéis externos da madeira) e vidro.

A casa pertence à zona rural (recuá-la trinta metros em relação à represa era uma das exigências legais) de Avaré, estando localizada em terreno com onze mil metros de extensão.

Além da madeira utilizada no projeto, outros são os recursos de sustentabilidade, eficiência energética e conforto térmico do projeto: a existência de um teto/jardim sobre a cobertura do pavilhão, as ventilações cruzadas, as fachadas ventiladas, a utilização placas de aquecimento solar, a farta iluminação natural através de calarabóias e as grandes superfícies envidraçadas voltadas para o sul.

Já estão na prancheta do arquiteto outros projetos que combinam metálica , MLC e CLT.

Sergio Sampaio Arquitetura + Planejamento
Sergio Sampaio (FAU/Mackenzie, 1998) é titular do Sergio Sampaio Arquitetura + Planejamento, escritório que fundou em 1998 e atua tanto no setor público como na iniciativa privada. Em alguns dos seus trabalhos, Sergio tem também acumulado a função de incorporador



Ficha Técnica

Casa Avaré
Local Avaré, São Paulo
Início do projeto 2018
Conclusão da obra 2019
Área do terreno 11.000 m²
Área construída 510 m²

Arquitetura Sergio Sampaio Arquitetura + Planejamento
Concreto Miguel Maratá
Fotos Leonardo Finotti

 

Fornecedores

Crosslam (estrutura CLT e MLC)
WAY_PVC (cobertura termoplástica)

Publicada originalmente em ARCOweb em 08 de Novembro de 2019
  • 0 Comentários

ENVIE SEU COMENTÁRIO

Assine PROJETO e FINESTRA!
Acesso completo grátis para assinantes


Quem assina as revistas da ARCO pode acessar nosso acervo digital com mais de 7 mil projetos, sem custo extra!

Assine agora