Três projetos brasileiros são finalistas do WAF Awards 2016

Spadoni AA, com o Pavilhão Hyundai Aeroporto, e o Studio MK27, com a Vila Catuçaba e a Casa Guarujá, concorrem ao prêmio

Studio MK27, Casa na Mata, Guarujá, São Paulo (Categoria House, em projetos concluídos)

Este ano, o WAF Awards, prêmio criado pelo World Architecture Festival (WAF), selecionou 343 projetos provenientes de 58 países, que foram distribuídos por 32 categorias (projetos concluídos, futuros, urbanismo e de pequena escala). O Reino Unido tem o maior número de indicações, seguido por Austrália e Turquia.

Representam o Brasil, os escritórios paulistanos Spadoni AA e Studio MK27. O primeiro foi classificado com o Pavilhão Hyundai Aeroporto, construído na capital paulista. Já o estúdio liderado pelo arquiteto Marcio Kogan tem dois projetos na disputa: a Vila Catuçaba e a Casa na Mata - ambas no interior do estado.

A lista é composta ainda por escritórios renomados como Zaha Hadid Architects, BIG - Bjarke Ingels Group, Studio Gangand, Rogers Stirk Harbour + Partners, Foster and Partners, MVRDV, entre outros.

Os vencedores em cada categoria serão anunciados durante o festival, que acontece de 16 a 18 de novembro em Berlim, na Alemanha. Na ocasião, também serão concedidos os títulos de Edifício do Ano e Projeto Futuro do Ano.

Ole Scheeren - vencedor do Edifício do Ano de 2015, com o Interlace -, David Chipperfield, Manuelle Gautrand e Kai-Uwe Bergmann são alguns nomes que integram a equipe de jurados.

Para conhecer todos os projetos classificados, acesse o site do WAF 2016.

Publicada originalmente em ARCOweb em 06 de Julho de 2016
  • 0 Comentários

ENVIE SEU COMENTÁRIO

Assine PROJETO e FINESTRA!
Acesso completo grátis para assinantes


Quem assina as revistas da ARCO pode acessar nosso acervo digital com mais de 7 mil projetos, sem custo extra!

Assine agora