LoebCapote Arquitetura e Urbanismo: Ericsson Move SP

Novos modos de conectar

O projeto de arquitetura de interiores do novo endereço da Ericsson foi desenvolvido pela equipe do escritório paulistano com base nas atuais dinâmicas de trabalho - sem exageros, de modo a desenhar um espaço fluido e versátil, sob medida para a empresa de tecnologia e comunicação

Trabalhar para esse cliente não era uma novidade. Desde 2006, o escritório paulistano já havia desenvolvido três projetos, no Brasil e no exterior, para a multinacional Ericsson. Quando surgiu uma outra oportunidade de repetir a parceria, porém, havia antes que se vencer uma concorrência. Assim foi, ainda em 2017, ano em que a empresa de comunicação e tecnologia passou por uma reestruturação e decidiu transferir a unidade de negócio paulistana de um amplo endereço para um espaço novo, em edifício corporativo.

A equipe do LoebCapote Arquitetura e Urbanismo, então, trouxe para a conversa recém-inaugurada suas experiências prévias, geradoras de bastante familiaridade com os valores da companhia.

“Eles decidiram se instalar em quatro andares de um prédio na zona oeste de São Paulo, deixando uma sede grande, então a mudança exigiria ajustes significativos”, comenta Luís Capote, um dos sócios do escritório de arquitetura. Apesar de saírem de um lugar com muito mais área, o novo local – em um prédio bem construído – possibilitava desenvolver um projeto que atendesse plenamente a demanda que começava a se delinear. “Fomos decifrando o que o cliente vislumbrava, reforçando a ideia de um espaço mais afeito aos modos contemporâneos de trabalho”, explica Capote, referindo-se à maneira como o programa de necessidades ganhou roupa nova.

“Trocar de endereço seria a tradução de uma certa mudança na cultura da corporação”, sintetiza Capote, que diz ter contado cerca de vinte reuniões e entrevistas para extrair informações, entender as diretrizes e conceber as soluções projetuais adequadas.

Para começar, a equipe de projeto imaginou lugares flexíveis, acompanhados de lockers (armários) onde os funcionários pudessem guardar seus pertences. O momento pedia justamente essa redução de postos de trabalho fixos, compensados numericamente pela possibilidade de trabalho à distância e pela realização das tarefas em outros pontos: mesinhas, cabines, salas de reunião.

O 10º andar foi destinado aos eventos realizados na empresa e recebeu um lounge e uma arquibancada multiúso, além de um auditório. Sinônimo de uma dinâmica mais horizontal, a sala do conselho surgiu ampla, enquanto a área da presidência, contígua, ficou compacta e sutilmente demarcada.

Saguão, área de treinamento (para mostrar produtos) e recepção de fornecedores fizeram sentido concentrados numa mesma laje, preservando de olhares curiosos as equipes de trabalho. Nos cantos, repetiram-se as salas de reunião.

A distribuição das equipes ao longo dos pavimentos também sintonizou a nova era dos ambientes corporativos, de modo que todos eles foram dotados de espaços colaborativos e abertos.
“A Gensler International atuou junto, nos orientou sobre os materiais alinhados com o padrão obrigatório de identidade visual, o que determinou as cores e os acabamentos possíveis de aplicar aqui”, continua o arquiteto, que ainda comenta: “Tentamos propor uma discretíssima tropicalização”.


Roberto Loeb (FAU/Mackenzie, 1965) e Luís Capote (FAU/Mackenzie, 1998) são sócios no escritório LoebCapote Arquitetura e Urbanismo, constituído por ambos em 2012. Atualmente, a empresa conta também com a participação dos arquitetos associados Damiano Leite e Chantal Longo.



Ficha Técnica

ERICSSON – Move SP

Local São Paulo (SP)
Área construída 5.500 m²
Início do projeto 2017
Conclusão da obra 2019
Arquitetura LoebCapote Arquitetura e Urbanismo - Roberto Loeb e Luis Capote (autores do projeto de arquitetura de interiores), Damiano Leite e Chantal Longo (arquitetos associados), Nicola Pugliese, Francisco Cassimiro, Larissa Delanéz, Mariana Zazulla, Julia Monaco, Cecilia Mondadori, Amanda Cano (colaboradores)

Supervisão técnica e administrativa Equipe Real Estate e Facilities Ericsson, Giulia Razzante, Ronaldo Lunardelli, Adriana Stachowski
Elétrica, hidráulica, incêndio, instrumentação e tubulações Ace Engenharia
Luminotécnica Alfalux Iluminação
Ar condicionado EPT Engenharia
Paisagismo Vertical Garden
Áudio e vídeo Soundvision
Gerenciamento Cushman & Wakefield
Execução da obra Ace Engenharia

Fotos Evelyn Müller

Fornecedores

Stay (Divisórias Fixas);
Arkflex (Divisórias Móveis);
Marelli (Mobiliário);
Wood Design (Marcenaria);
Hunter Douglas (Persianas);
Ace Revestimentos (Piso Vinílico);
Alfalux Iluminação (Iluminação)

Publicada originalmente em ARCOweb em 24 de Janeiro de 2020
  • 0 Comentários

ENVIE SEU COMENTÁRIO

Assine PROJETO e FINESTRA!
Acesso completo grátis para assinantes


Quem assina as revistas da ARCO pode acessar nosso acervo digital com mais de 7 mil projetos, sem custo extra!

Assine agora