Largo da Batata recebe 3ª edição da Mostra de Arte Pública URBE

De 4 a 19 de agosto, o Largo da Batata, na zona oeste da capital paulista, reunirá obras de Estela Sokol, LiveNoiseTupi e OPAVIVARÁ!, além de oficinas, conversas e caminhadas com os artistas, curadores e convidados


Obra "Greta Garbo", de Estela Sokol 

A URBE – Mostra de Arte Pública - Edição 3 apresenta ao público de 4 a 19 de agosto no Largo da Batata, em Pinheiros, obras de Estela Sokol, LiveNoiseTupi e OPAVIVARÁ!, com curadoria de Felipe Brait e Reinaldo Botelho.

Em sua terceira edição, a mostra segue com o objetivo de investigar e ativar o espaço público por meio de práticas artísticas que assimilam a fusão entre obra e lugar com intervenções temporárias, criando um percurso orientado pelo interesse do espectador.

As intervenções temporárias possuem diversidade de linguagens artísticas, reforçando a comunicação com o espaço público. Neste ano, a artista Estela Sokol criou a obra “Greta Garbo”. Trata-se de uma escultura produzida em resina com iluminação difusa em formato semiesférico de dois planos paralelos, que aliada com a sua materialidade evoca estabilidade e constância, permitindo a percepção dos contrastes das texturas sonoras visuais, entre ruídos, ausências, silêncio e repouso.

“Apanoesh” (Abrigo de Proteção em Ambiente Natural e Observatório de Entorno para a Sobrevivência Humana), obra apresentada pelo coletivo LiveNoiseTupi, é uma instalação interativa imervisa, que busca despertar um sentimento de descolonização, através da obra que relaciona o ambiente de conjunção histórica (a partir de referência aos povos tupiniquins, primeiros habitantes do local) com a combinação da instalação que utiliza elementos tecnológicos presente em nosso cotidiano.

OPAVIVARÁ!, coletivo de arte do Rio de Janeiro, traz a obra “Brasa Ilha”. Criada a partir do conceito de ready made - retirar o significado do objeto e aplicá-lo uma nova característica provocativa –, a intervenção revela uma cozinha em um automóvel, onde o público poderá realmente cozinhar alimentos.

Além da exposição, está prevista uma programação de atividades formativas, composta por oficinas, conversas e caminhadas com os artistas, curadores e convidados. 

Durante as ações de interação com os visitantes, a URBE estima atingir público de pelo menos 50 mil pessoas. Além disso, busca impactar um elevado número de pessoas que atravessam o local cotidianamente. Para intensificar essa experiência imersiva, será distribuído gratuitamente um guia impresso com dicas culturais, históricas e gastronômicas e outras curiosidades do bairro.

As edições anteriores também foram realizadas em São Paulo: no centro da cidade (2012) e no bairro do Bom Retiro (2016). Ambas mostras apresentaram trabalhos de artistas brasileiros e estrangeiros por meio de obras site-specific - obras criadas de acordo com o ambiente determinado, que, nesse caso, foi na escala da cidade.

A plataforma URBE visa promover reflexões nos campos da arte, da cidade, da arquitetura e do urbanismo, dando sentido para a ocupação do espaço público, criando um diálogo de interesses entre agentes culturais, econômicos e sociais, através de projeto apresentado.

Confira a programação:

4 de agosto (Sábado)
11h às 21h30: Festa de abertura em parceria com Batata Eletrônica
11h: Caminhada com curadores, colaboradores e equipe
Local de encontro: Obra Brasa Ilha
16h: Conversa "Circuito de Afetos" com curadores, OPAVIVARÁ!, Marcio Black (Fundação Tide Setubal) e Ricardo Cardim (Floresta de Bolso)
Local: Void General Store SP

5 de agosto (Domingo)

11h às 13h: Oficina com OPAVIVARÁ!
Local: Instituto Tomie Ohtake

9 de agosto (Quinta-feira)
19h às 21h: Oficina com Ricardo Palmieri (LiveNoiseTupi)
Local: Instituto Tomie Ohtake

11 de agosto (Sábado)
16h: Conversa "Arquitetura de Conexões" com curadores, Ricardo Palmieri (LiveNoiseTupi), Raphael Franco (A Batata Precisa de Você), Felipe "Juca" Sanches, Afonso Coutinho e Sandro Friedland (Garoa Hacker Clube)
Local: Void General Store SP

12 de agosto (Domingo)
11h: Caminhada com curadores, colaboradores e equipe
Local de encontro: Obra Apanoesh

16 de agosto (Quinta-feira)
19h às 21h: Conversa "Paisagens Invisíveis" com o curador Reinaldo Botelho, Estela Sokol, Fernando Túlio Salva Rocha Franco (LabCidade + IAB-SP) e Roni Hirsch (eRê Lab)
Local: Instituto Tomie Ohtake

19 de agosto (Domingo)
11h: Caminhada com curadores, colaboradores e equipe
Local de encontro: Obra Greta Garbo


URBE – Mostra de Arte Pública - Edição 3

Horário de funcionamento das obras: todos os dias, das 10h às 20h
Conversas: sujeita a lotação
Oficinas: inscrições pelo site do Instituto Tomie Ohtake
Caminhadas: mediante comparecimento no local e no horário marcado
Programação gratuita
Classificação indicativa livre
Para mais informações sobre o evento, acesse o site da URBE.



Publicada originalmente em ARCOweb em 17 de Julho de 2018
  • 0 Comentários

ENVIE SEU COMENTÁRIO

Assine PROJETO e FINESTRA!
Acesso completo grátis para assinantes


Quem assina as revistas da ARCO pode acessar nosso acervo digital com mais de 7 mil projetos, sem custo extra!

Assine agora