Publicação resgata história da arquitetura moderna na Bahia

Atual Presidente Nacional do Instituto dos Arquitetos do Brasil (IAB), Nivaldo Andrade lança 'Coleção Arquitetura Moderna na Bahia (1947-1951)', em cinco volumes, no dia 19 de dezembro (quinta-feira), no Museu de Arte da Bahia


Além de ser o atual Presidente Nacional do Instituto dos Arquitetos do Brasil (IAB), Nivaldo Andrade é Membro do Conselho Consultivo do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) e doutor em Arquitetura e Urbanismo pela UFBA - e agora lança a 'Coleção Arquitetura Moderna na Bahia (1947-1951)', que já recebeu prêmios estaduais e nacionais (Editais de Arquitetura e Urbanismo do Governo da Bahia, Menção Honrosa Nacional da CAPES e da ANPARQ).

"A produção de alta qualidade da arquitetura moderna da Bahia, apesar de reconhecida internacionalmente, não está presente nos principais registros produzidos no eixo Rio-São Paulo sobre a arquitetura brasileira", explica o autor para definir a importância da publicação. 

Baseado na sua tese de doutorado produzida em 2012, o projeto da 'Coleção' foi vencedor dos Editais de 'Patrimônio Cultural - Arquitetura e Urbanismo' da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA), com apoio financeiro do Governo do Estado, através do Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda, Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural e SecultBA.

Os volumes da 'Coleção' estão acondicionados em uma caixa, sendo que cada um deles é apresentado por um importante profissional da área. 

Os cinco volumes abordam passos da tese na busca por fatos que marcaram a arquitetura moderna na Bahia e no Brasil, consequentemente trazendo o resgate da memória e o reconhecimento da significativa produção baiana. O primeiro traz 'O lugar da Bahia na história da arquitetura moderna brasileira'. O segundo, 'O EPUCS e a autonomização do campo arquitetônico da Bahia', em recorte do período da gestão governamental de Otávio Mangabeira. O terceiro, um lema e um exemplo revolucionário: '"Um teto para cada escola": o Plano de edificações escolares de Anísio Teixeira'. O quarto, 'Arquitetura, educação e arte: o Centro Educativo de Arte Teatral' e, o quinto, 'O transatlântico e o avião: arquitetura moderna e turismo na Bahia'.

"No âmbito brasileiro da Arquitetura Moderna que basicamente é escrita por pesquisadores do Rio de Janeiro de São Paulo, não existe quase nada sobre a Bahia. Parece que nada aconteceu e nada teve importância aqui. Então, a tese vem também para confrontar isso e contribuir para a memória e a história da arquitetura moderna no Brasil", afirma o professor Nivaldo Andrade.

Os livros foram produzidos pela Editora da Ufba, e o lançamento nacional está previsto para o próximo dia 19, às 19h, no Museu de Arte da Bahia, em Salvador, ocasião em que o autor fará uma pequena introdução ao tema. Depois disso,  a 'Coleção' deve percorrer os principais congressos e seminários nacionais e internacionais.

Lançamento
Local Museu de Arte da Bahia - MAB
Data dia 19 de dezembro de 2019
Horário 19h
Endereço Av. Sete de Setembro, 2340, Corredor da Vitória, Salvador (BA)
Venda de exemplares no evento 
Entrada gratuita
tel. 71 3117-6902/08

Coleção Arquitetura Moderna na Bahia (1947-1951)
Autor Nivaldo Andrade  
Editora Editora da Ufba (Edufba)
Informações pelo tel. 71 99110-5099 e pelo site www.edufba.ufba.br

Publicada originalmente em ARCOweb em 13 de Dezembro de 2019
  • 0 Comentários

ENVIE SEU COMENTÁRIO

Assine PROJETO e FINESTRA!
Acesso completo grátis para assinantes


Quem assina as revistas da ARCO pode acessar nosso acervo digital com mais de 7 mil projetos, sem custo extra!

Assine agora