Ana Paula Zahran e Luís Fernando Leal: Escola do SESI, Campo Grande-MS

Respeito ao lugar

Respeito ao lugar

Essa abordagem de projeto é visível no desenho do edifício, que responde ao programa exigido com grande simplicidade de composição, sem ostentar nenhuma forma gratuita.

A construção organiza-se em um corpo principal, linear, que distribui os espaços de salas de aulas, banheiros e cozinha ao longo de um corredor central. Outro eixo, transvesal , é o ponto de intersecção dos acessos e onde se localiza a administração da escola.

Essa lógica é formalizada por uma edificação dividida em três blocos, caracterizados pela cobertura com telhas de barro em duas águas, sem calhas, e revestimento cerâmico nas superfícies verticais. Pequenos volumes externos e pilares pintados na cor azul estabelecem um contraponto à austera racionalidade da construção.

O telhado é estruturado por treliças metálicas que, em conjunto com as lajes de concreto armado, formam um ático, capaz de amenizar o calor da região.

Publicada originalmente em PROJETODESIGN
Edição 252 Fevereiro de 2001

Corte longitudinal
Vista geral do conjunto
Entrada principal:corpo central distribui circulação
Simplicidade na composição: volumes e pilares pintados
em azul fazem o contraponto com as fachadas de tijolos

Texto de | Publicada originalmente em Projeto Design na Edição 252

Assine PROJETO e FINESTRA!
Acesso completo grátis para assinantes


Quem assina as revistas da ARCO pode acessar nosso acervo digital com mais de 7 mil projetos, sem custo extra!

Assine agora