Bernardes Arquitetura: Casa Delta, Guarujá, SP

Cobertura inclinada enquadra a paisagem

Organizada em patamares sequenciais ajustados à topografia acidentada do terreno litorâneo, a residência de veraneio idealizada por Thiago Bernardes e equipe tem cobertura inclinada que favorece a vista para o mar. Vedada com forro de madeira, a superfície serve ainda de contraponto ao volume ortogonal dos dormitórios.

Como no zoneamento do condomínio residencial em que está localizada, a casa de veraneio projetada por Thiago Bernardes e equipe no Guarujá, litoral paulista, tem setorização através de patamares sequenciais. A construção, assim, vai ganhando profundidade conforme sobe a montanha ao longo dos três pavimentos em que está organizada, aspecto que se mostrou condizente com a diretriz de voltar a totalidade da vista dos dormitórios para o mar. Isso porque, em síntese, a implantação é linear. Subir escadas e patamares faz parte da dinâmica da casa, o que está qualificado pelo trabalho da paisagista Isabel Duprat, parceira de Bernardes em inúmeros projetos. A mudança na lógica do acesso ao terreno, que migrou para a extremidade direita e em cota já próxima da garagem - o desnível entre o portão de entrada e o pavimento inferior é da ordem de um metro, em vez dos mais de dez metros que separam a residência do nível da rua -, possibilitou a criação de terraços ajardinados na parte frontal, do mesmo modo com que os muros e as paredes externas são feitos com materiais (notadamente blocos de pedra e ripas) que mesclam a construção à vegetação circundante.

Um pavimento intermediário sobressai na edificação. Nele estão dispostos, lado a lado, os dormitórios, cujo terraço compartilhado, de formato triangular, faz a transição dos ângulos de alinhamento do lote para o da própria casa. É certo, assim, que a aparente reclusão do bloco dos quartos - suavizada pelo detalhamento da fachada, com vidro e ripado de cumaru fixado sobre as vigas periféricas - demarca a moradia na paisagem, mas, em contrapartida, o andar superior social funciona como ampla varanda aberta. Nesse aspecto, entra em cena a habilidade dos arquitetos para integrar os ambientes internos aos externos, dimensionando espaços em sintonia com a curva de insolação ou compondo caixilhos com alturas que conferem escala humana às contínuas faces envidraçadas. Adicionalmente, na casa do Guarujá a cobertura inclinada cumpre o papel de favorecer o enquadramento da paisagem. Sua inclinação ascendente, em direção ao mar, compensa a maior projeção do pavimento superior. É igualmente delicado o contraste entre as tonalidades das madeiras - o cumaru da fachada e o freijó do forro sob a cobertura metálica -, que, dispostas ortogonalmente entre si, dão caráter às superfícies que organizam a construção.

 
Bernardes Arquitetura
O escritório Bernardes Arquitetura foi criado por Thiago Bernardes em 2011, junto com os sócios Camila Tariki (Parsons School of Design/NY), Márcia Santoro (FAU/UFRJ) e Nuno Costa Nunes. Em 2013, o arquiteto Dante Furlan (Centro Universitário Belas Artes/São Paulo) passou a integrar a sociedade. São de autoria do estúdio, composto por equipe multidisciplinar de 60 profissionais divididos entre Rio de Janeiro e São Paulo, projetos de arquitetura, urbanismo e design de interiores no Brasil e no exterior



Ficha Técnica

Casa Delta
Local Guarujá, SP
Data do início do projeto 2010
Data da conclusão da obra 2014
Área do terreno 1.500 m2
Área construída 1.000 m2
Arquitetura e interiores Bernardes Arquitetura - Thiago Bernardes, Dante Furlan, Camila Tariki, Bruno Milan, Daniel Vannucchi e Pérola Machado (equipe)
Paisagismo Isabel Duprat
Luminotécnica Lightworks
Instalações Grau
Projeto estrutural Leão e Associados
Projeto e instalação da piscina Comarx
Gerenciamento Cimenge
Construção All’e
Fotos Leonardo Finotti

Fornecedores

Eleve (estrutura metálica)
Plancus (esquadrias e painéis de madeira)
Snaldi (caixilhos)
JM Pedras (paredes em pedra moledo)
DiMarmore (pisos e bancadas)
Francino Casa, Thomaz Saavedra, Jader Almeida/Arquivo Contemporâneo, Hans Wegner, Gervasoni, Tidelli, Tora Brasil (mobiliário)
Paula Almeida (cerâmica da sala de estar)
Flos (luminária Chasen)
Casual Exteriores (ombrelone)
Pedras Pagliotto, Ecofireplaces (mesa fogo)
Bticino (acabamentos de elétrica)
Deca (louças e metais sanitários)
Alwitra (manta de impermeabilização)
Punto (ferragens)

Texto de Evelise Grunow| Publicada originalmente em Projeto Design na Edição 419
  • 0 Comentários

ENVIE SEU COMENTÁRIO

Assine PROJETO e FINESTRA!
Acesso completo grátis para assinantes


Quem assina as revistas da ARCO pode acessar nosso acervo digital com mais de 7 mil projetos, sem custo extra!

Assine agora