Enrique Browne Arquitectos: Sede da Pioneer

Mimetismo no parque

Plantas, cortes e fachadas
Fichas técnicas
Mimetismo no parque
O prédio poderá, futuramente, estender-se para oeste. A demolição de construções preexistentes originou enorme acúmulo de terra, aproveitada para formar os grandes taludes gramados e arborizados que mimetizam a construção no parque, isolando-a acusticamente - com redução do ruído da estrada - e proporcionando-lhe boas condições térmicas, além de um entorno agradável. O prédio fica envolto por essa área arborizada - o que, segundo Browne, é também uma referência à finalidade da empresa, que utiliza o solo para o desenvolvimento dos produtos que comercializa.

O projeto consiste, basicamente, em duas alas paralelas, unidas por uma área de estar. Esse espaço de ligação - um volume de fachadas inclinadas - tem pé-direito duplo e recebe farta iluminação zenital. Externamente, ele é realçado, no coroamento, por mastros e bandeiras, que são os elementos mais visíveis do exterior e atuam como arremate do parque. A entrada principal do conjunto se dá por um corte na escarpa norte. Nas duas alas de escritórios, as salas privativas e de reuniões comunicam-se com os jardins centrais, que dão continuidade ao parque. E as estações de trabalho, também iluminadas zenitalmente, têm um de seus lados apoiados nas rugosas paredes de contenção dos taludes.

O projeto procurou utilizar internamente materiais em estado natural. Tanto os espaços de trabalho quanto o de estar receberam revestimento de madeira sustentado por vigas de madeira laminada, que formam arcos apoiados nas paredes de contenção, em continuidade ao perfil dos taludes. A separação entre as salas privativas e as estações de trabalho são em vidro translúcido, o que permitiu o aumento da incidência de luz natural, originando ambientes agradáveis e confortáveis.

Texto resumido a partir de reportagem
de Éride Moura
Publicada originalmente em PROJETODESIGN
Edição 255 Maio de 2001
O edifício visto do novo parque criado pelo projeto;
ao fundo, a cordilheira dos Andes
Entrada principal, ladeada por taludes: face sul
Entrada: face norte do edifício
Grandes aberturas levam iluminação
natural ao ambiente de estar
As estações de trabalho, com iluminação
zenital, junto à parede de contenção do talude

Texto de | Publicada originalmente em Projeto Design na Edição 255

Assine PROJETO e FINESTRA!
Acesso completo grátis para assinantes


Quem assina as revistas da ARCO pode acessar nosso acervo digital com mais de 7 mil projetos, sem custo extra!

Assine agora