PERFIL: Gustavo Penna

Transformação do entorno

Recém-construída, a unidade fica em Sete Lagoas, a cerca de 70 quilômetros de Belo Horizonte

Ao extenso e variado repertório de obras acumulado ao longo de mais de quatro décadas, o escritório de Gustavo Penna somou, no primeiro semestre de 2012, o projeto da segunda escola criada pela Fundação Zerrenner no país. Recém-construída, a unidade fica em Sete Lagoas, a cerca de 70 quilômetros de Belo Horizonte.

A entidade, que tem participação acionária na Ambev, implantou e mantém no bairro do Cambuci, região central de São Paulo, desde a década de 1940, a primeira delas: a Escola Técnica Walter Belian. Nos últimos anos, o tema passou a ser mais frequente na pauta do escritório, mas uma de suas primeiras experiências com esse tipo de programa foi o Núcleo de Ensino e Extensão Comunitária (Neec), de 1980, e uma das mais significativas o projeto da Escola Guignard, de 1989, ambos na capital mineira.

A escola de Sete Lagoas recebeu o nome do advogado, empresário e político Roberto Herbster Gusmão (foi presidente da Antártica e ministro da República), a quem Penna credita a contratação de seu escritório para o trabalho. O colégio foi construído em um amplo lote na avenida Cornélio Viana, zona periférica da cidade, tendo como paisagem de fundo a serra Santa Helena. Até então, o terreno e imediações eram considerados áreas rurais e a população ali residente era predominantemente de baixa renda.

O perfil dos moradores parece permanecer o mesmo, mas o entorno passa por transformação positiva, decorrência, ao menos em parte, da arquitetura do complexo educacional, esportivo e cultural. Por trás dessa capacidade transformadora está a ideia de que atividades distintas podem conviver em harmonia. Nesse sentido, o projeto é pleno de significados e, por isso, foi desenhado como um gesto único, “que convida e acolhe”, afirma Penna.

Visto da avenida, o complexo é definido pela curva do extenso pórtico, que catalisa o acolhimento e que ganhou forma a partir de estruturas metálicas e placas de revestimento mineral. Estendendo-se paralelamente à avenida, esse elemento assinala os acessos e internamente articula os principais volumes.

O complexo é composto por três blocos: o de maior dimensão, à esquerda, recebeu uma escola de ensino fundamental/médio; o da direita, abriga escola técnica mantida pelo Senai/MG; e o do centro é compartilhado por auditório e ginásio esportivo - à frente deles (e por trás do pórtico) o espaço é ocupado por biblioteca e galeria para exposições. Ao fundo, está uma dupla de quadras cobertas, antecedida por uma generosa praça, por onde se dá o acesso ao equipamento esportivo.

Na forma de pavilhões, os edifícios escolares (de dois pavimentos) possuem circulações amplas e proteção nas faces mais sujeitas à insolação. A distribuição desses volumes segue a orientação norte-sul - segundo o escritório, a ideal para o uso educacional -, com formas vazadas que favorecem a ventilação e o conforto térmico. Embora se relacionem, os dois pavilhões e o prédio cultural/esportivo têm suas individualidades resguardadas por anteparos e por elementos do paisagismo, ainda que neste caso a solução implantada divirja da proposta original.

Quando completamente ocupadas, as escolas poderão atender mais 2,5 mil estudantes. O auditório tem capacidade para 450 pessoas e o ginásio, para até mil.



Ficha Técnica

FUNDAÇÃO ZERRENNER: COLÉGIO ROBERTO HERBSTER GUSMÃO
Local
Sete Lagoas, MG
Data do início do projeto 2011
Data da conclusão da obra 2016
Área do terreno 36.067,80 m2
Área construída 25.808,05 m2

Arquitetura Gustavo Penna Arquiteto & Associados - Gustavo Penna, Laura Penna, Norberto Bambozzi, Alice Leite Flores, Alyne Ferreira, Ana Isabel de Sá, Bárbara Novais, Catarina Hermanny, Carolina Castro, Eduardo Magalhães, Fernanda Tolentino, Fernando Artigas, Gabriel de Souza, Henrique Neves, Hiromi Sassaki, Isadora Dawson, Ivan Rimsa, Jordana Faria, Júlia Lins, Juliana Ferreira, Larissa Freire, Letícia Carneiro, Marcus Flávio Martins, Michelle Moura, Naiara Costa, Naim Korqa, Oded Stahl, Patrícia Gonçalves, Paula Salum, Raquel Resende e Sarah Fernandes (equipe); Risia Botrel, Isabela Tolentino e Taimara Araújo (gestão e planejamento); Diana Penna (comunicação)
Paisagismo Flávia D’Urso Paisagismo
Construção Marco Projetos e Construções Ltda.
Fotos Jomar Bragança

 

Texto de Adilson Melendez| Publicada originalmente em Projeto Design na Edição 431
  • 0 Comentários

ENVIE SEU COMENTÁRIO

Assine PROJETO e FINESTRA!
Acesso completo grátis para assinantes


Quem assina as revistas da ARCO pode acessar nosso acervo digital com mais de 7 mil projetos, sem custo extra!

Assine agora