Hospitais: Anos 90

Entre a arte e a técnica

Entre a arte e a técnica
Mas a grande experiência da década é o Hospital do Aparelho Locomotor Sarah Kubitschek em Salvador (1990/94; PD 187), de João Filgueiras Lima (Lelé), é, ao mesmo tempo, o protótipo e a obra-prima de uma série de unidades da mesma rede.

Foi nesse projeto que Lelé utilizou pela primeira vez o sistema de ventilação através de galerias semi-enterradas construídas em concreto armado, que funcionam não só para captar os ventos dominantes e dispor as tubulações do hospital, mas também como fundação. Diferente da base, o restante da edificação emprega peças pré-fabricadas metálicas, mais leves e elegantes.

Com esse partido em mãos, Lelé desenhou o hospital praticamente em um único nível, como uma fábrica com uma grande cobertura de sheds ondulados e coloridos, sobre uma colina na cidade de Salvador. Segundo o arquiteto, o elemento diferenciador é a grande mobilidade oferecida aos pacientes: “Eles podem sair, com seu leito móvel, para um jardim, biblioteca, piscina ou uma sala de jogos”. O hospital é a síntese de um trabalho de muitos anos, que começou na construção de Brasília, utilizando elementos pré-fabricados para erguer espaços mais dignos, em escala industrial.

Publicada originalmente em PROJETODESIGN
Edição 250 Dezembro de 2000

Esquema explicativo do sistema de ventilação do hospital:
baixo consumo de energia e ótimo conforto térmico
Hospital do Aparelho Locomotor, Salvador-BA, de João Filgueiras Lima, o Lelé: na foto, a área de espera para atendimento.
Foto: TEC
Detalhe da cobertura "em ondas" e dos painéis-muros, com detalhes desenhados pelo artista Athos Bulcão
Foto: Celso Brando
Vista área do hospital
Foto: TEC

Texto de | Publicada originalmente em Projeto Design na Edição 250

Assine PROJETO e FINESTRA!
Acesso completo grátis para assinantes


Quem assina as revistas da ARCO pode acessar nosso acervo digital com mais de 7 mil projetos, sem custo extra!

Assine agora