Metroquadrado: Residência da Araucária, Urubici

No alto da serra, de frente para o vale

A casa/pavilhão que o escritório Metroquadrado projetou para uma propriedade rural situada em Urubici, SC, é uma harmoniosa resposta à topografia do lote em aliança com a exuberância da paisagem serrana, marcante sobretudo a partir da sua face norte. Elementos estruturais metálicos e fechamentos em steel frame são complementados por esquadrias de PVC.

Situada na região serrana de Santa Catarina, Urubici destaca-se pela produção de hortaliças e pelo turismo, este valorizado tanto pela exuberância da paisagem como pelo registro de nevadas no inverno. Com média anual de 16 graus, na época do frio não é raro os medidores caírem para abaixo de zero - no morro da Igreja, uma das atrações locais, teria sido registrada a mais baixa temperatura do país, 17,8 graus negativos. É em uma fazenda a cerca de dez quilômetros da cidade que os arquitetos do estúdio Metroquadrado projetaram uma casa de lazer, tendo como partido a valorização da vista (ainda que a distância) dos vales ao norte do lote. Consideraram também a permanência de uma araucária presente no descampado do terreno e, avaliando prós e contras, concluíram que a melhor forma de implementar a proposta seria recorrer à construção industrializada. Adotaram, então, a estrutura metálica como material básico, combinando-a com a tecnologia steel frame. A intenção dos arquitetos era ter uma obra seca e com baixa geração de resíduos, empregando o concreto apenas nas fundações.

A estrutura é composta por perfis metálicos em W, modulada em malha de 4 x 4 metros. As paredes em steel frame empregam placa cimentícia aparente na face externa, com gesso acartonado revestido de pintura acetinada no interior. As esquadrias são de PVC e o piso foi feito com madeira de demolição. O fato de o pavilhão estar localizado em uma região alta (a aproximadamente 1,8 mil metros do nível do mar), com temperatura muito baixa no inverno (é comum a ocorrência de neve), levou ao uso de isolantes térmicos nos pisos, paredes e telhados. O acesso de veículos posiciona-se junto à face sul, orientada para a mata e onde o terreno se eleva, e o programa se desenvolve na mesma cota, com exceção do abrigo para autos. Mais larga que profunda, a planta intercala áreas ocupadas e vazios que permitem a passagem da iluminação natural.

Na distribuição espacial, os ambientes sociais estão agrupados no centro e as dependências íntimas nas laterais, que, providas de varandas, têm aberturas voltadas para o nível mais baixo, com vista para o vale.

Os autores observam que, ao recorrer aos elementos metálicos, foi possível reduzir o tempo de execução e o custo final, além de se ter conseguido trabalhar com vãos mais amplos. A estrutura, segundo a empresa construtora, foi erguida por apenas quatro pessoas e toda a obra consumiu apenas seis meses, 25% do prazo estimado para uma construção convencional. Para isso, montou-se uma logística que, entre outras operações, envolveu segmentar a estrutura para levá‑la ao topo do morro em fardos de até três toneladas. Para a equipe responsável por esse trabalho, as maiores dificuldades foram as temperaturas negativas e os ventos fortes.


  
Metroquadrado

Com sede em Joinvile e filial em Florianópolis, o escritório Metroquadrado atua em projetos de diversas escalas e tem como sócios os arquitetos Marcos Deretti Lopes (UFSC, 1988), Luís Eduardo Thiago (UFSC, 1989) e Miguel Cañas Martins (UFPel, 2002)



Ficha Técnica

Residência da Araucária
Local Urubici, SC
Data do início do projeto 2012
Data da conclusão da obra 2013
Área do terreno 87.500 m2
Área construída 580 m2
Arquitetura Metroquadrado - Marcos Deretti Lopes, Miguel Cañas Martins e Luís Eduardo Thiago (autores); Cleonice Hermann, Flaviano Bonassa, Fernanda Brito de Souza, Danara Barata, Rafaela Rodrigues, Neita Lira Just e Ângela Maria de Borba (colaboradores)
Fotos Chan

Fornecedores

Metalville (estrutura metálica)
PlacoCenter (steel frame)
Hotfloor (calefação)
Fenster Haus (esquadrias de PVC)
Marco Zero (fundações, instalações elétricas, hidráulicas e de comunicações)

Texto de Adilson Melendez| Publicada originalmente em Projeto Design na Edição 420
  • 0 Comentários

ENVIE SEU COMENTÁRIO

Assine PROJETO e FINESTRA!
Acesso completo grátis para assinantes


Quem assina as revistas da ARCO pode acessar nosso acervo digital com mais de 7 mil projetos, sem custo extra!

Assine agora