NPC Grupo Arquitetura: Central de compostagem, Bertioga, SP

Amplos beirais protegem produção e visitas

Uma edificação alongada cuja arquitetura define‑se, sobretudo, pela ampla cobertura sustentada por arcos de madeira colada, com beirais que alcançam quase 8 metros. Assim é a proposta do escritório NPC Grupo Arquitetura para a central de compostagem que será implantada no Centro de Férias Sesc Bertioga, no litoral de São Paulo, complexo de lazer e hospedagem que completará 70 anos em 2018

O terreno onde, desde 1948, funciona o Centro de Férias Sesc Bertioga é seccionado pela avenida Anchieta. Na parte mais próxima da praia, estão as áreas de hospedagem, lazer e cultura, instalações mantidas pelo Sesc SP na unidade que pode receber até mil pessoas simultaneamente. Na outra fração, funcionava há muitos anos uma pista de pouso e decolagem de aeronaves. É nessa parte do terreno (a maior dela coberta por vegetação) que o Sesc SP prevê implantar uma central de compostagem, instalação cujo projeto foi desenvolvido pelo escritório dos arquitetos Valério Pietraroia e Cláudia Nucci.

O NPC Grupo Arquitetura foi o vencedor da licitação para o projeto que abrigará o programa (processamento do lixo orgânico produzido na colônia), apresentando uma proposta que concentra as atividades em uma única edificação, com o objetivo de minimizar o impacto da implantação, justificam os autores – o prédio fica próximo do acesso ao terreno, pela avenida Anchieta. A antiga pista configura-se como um faixa de 40 metros de largura, próxima da divisa leste da gleba, prolongando-se no sentido norte‑sul, posição que direcionou a implantação.

A arquitetura da edificação caracteriza-se pela ampla cobertura, apoiada em uma sucessão de arcos de madeira laminada colada, com generosos beirais (aproximadamente 8 metros), cuja função é proteger da intensa precipitação pluviométrica as áreas de produção e de visita. A solução, asseguram os arquitetos, garante a ventilação e iluminação naturais no interior, que é complementada pelo conjunto de sheds que arrematam a cobertura. Dois espaços principais se distribuem sob a cobertura: o centro de apoio, posicionado junto à entrada, e a central de compostagem, que se estende por quase todo o térreo.O prolongamento da cobertura, próximo ao acesso de veículos de serviço, protegerá as operações de carga e descarga do material de compostagem.

A proposta do NPC contempla também um mezanino para receber atividades didáticas – dele se pode observar as operações desenvolvidas no térreo e ingressar na Trilha Ecológica Suspensa, que conecta a edificação com a estação de tratamento de efluentes e a torre de observação proposta – essa trilha é constituída por passarelas de madeira com estrutura em viga treliçada no mesmo material, o que permite a adoção de vãos maiores com menos pontos de apoio. Sob o piso da passarela ficam as redes de infraestrutura que podem ser acessadas por painéis removíveis.

Para que a experiência de visita e observação da fauna e flora sejam plenas, foram propostas praças e uma torre de observação dotada de elevador para atender pessoas com dificuldades motoras. O acesso feito pela avenida Anchieta foi mantido, mas receberá melhorias que incluem faixas de aceleração/desaceleração, alargamento do passeio, implantação de ciclovia, iluminação e portaria de controle, ambas alimentadas por painéis fotovoltaicos.

A circulação interna foi projetada de forma a assegurar a independência e a autonomia dos fluxos, considerando as modalidades envolvidas (veículos de serviço e de visitantes e trânsito de pedestres). A circulação de pedestres será feita por passarelas elevadas, o que permite eliminar a interferência do tráfego de automóveis e, ao mesmo tempo, proporcionar ao visitante a interação com as qualidades ambientais do sítio.

 
NPC Grupo Arquitetura
O NPC Grupo Arquitetura foi constituído em 1991 e tem como atuais sócios Cláudia Nucci (Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo - FAU/USP, 1985) e Valério Pietraróia (FAU/ USP, 1984). Em 2016, o projeto por eles desenvolvido para a fábrica de Seropédica (RJ) da Brasilit (PROJETO 436, março/abril de 2017) venceu, na categoria industrial, o prêmio Brasil Galvanizado promovido pelo Instituto de Metais não Ferrosos (ICZ).



Ficha Técnica

Central de compostagem e parque Sesc Bertioga
Local Bertioga, SP
Início do projeto 2016
Área do terreno 297.638 m2
Área construída 4.643 m2 (central de compostagem); 2.344 m2 (trilha suspensa e torre de observação)

Arquitetura NPC Grupo Arquitetura – Valério Pietraróia e Cláudia Nucci (autores); Cesar Sakon, Nikolai Nikolaiev, Gabriel Pietraróia (equipe)Pavimentação Rubens Misorelli
Fundações ZF & Engenheiros Associados
Estrutura PRCA Engenharia
Elétrica e hidráulica Projetécnica Engenharia de Projetos
Ar condicionado Climaplan Projetos Térmicos
Conforto ambiental Green Consulting Arquitetura e Engenharia
Orçamentos Ana Flora Anacleto
Maquete eletrônica Estúdio Eter

Texto de Adilson Melendez| Publicada originalmente em Projeto Design na Edição 441
  • 0 Comentários

ENVIE SEU COMENTÁRIO

Assine PROJETO e FINESTRA!
Acesso completo grátis para assinantes


Quem assina as revistas da ARCO pode acessar nosso acervo digital com mais de 7 mil projetos, sem custo extra!

Assine agora