NPC Grupo Arquitetura: Residência, Marília-SP

Volumes, aberturas e duas cores

Volumes, aberturas e duas cores
O lote, com 450 m2, localizado no meio da quadra, possui dimensões típicas dos centros urbanos e um pequeno desnível transversal.

Para abrigar o mais genérico dos programas, os arquitetos procuraram fugir do resultado que adviria da aplicação literal da legislação, criando uma rica e complexa volumetria. Contudo, o partido é bastante claro: uma galeria central de circulação que interliga quatro volumes independentes, formando pequenos pátios entre eles. A casa, assim, prioriza a boa iluminação e interessantes vistas em todo o conjunto, em detrimento do habitual espaço vazio maior na frente ou nos fundos.

A disposição dos volumes criou uma dinâmica que alterna a altura dos pavimentos. A diagonal sudeste-noroeste forma um eixo de menor altura e a diagonal contrária, por sua vez, define uma linha de dois pisos. Dessa forma, um dos dormitórios da frente conseguiu boa orientação, apesar de o bloco estar voltado para o sul. A diferença de alturas permitiu também a inserção de grandes aberturas voltadas para as laterais e para os volumes mais baixos na galeria central, que funciona, assim, como uma caixa de iluminação para o piso inferior.

Todos os blocos são cobertos por lajes e telha metálica com platibandas, acentuando a horizontalidade e a abstração dos volumes. Lajes e abas de concreto protegem as aberturas da incidência de sol e do excesso de chuva. Sutilmente, dois tons de cinza acentuam a compreensão do partido: o volume da galeria foi pintado em tonalidade escura e os demais, de cinza-claro. A opção monocromática lembra o modernismo dos anos 20 - da Bauhaus, do De Stijl ou do Le Corbusier dos primeiros anos. Mas, em vez dos volumes puros lapidados, recortados ou elevados, aqui há o esforço em busca de uma volumetria mais complexa e sofisticada, fugindo do bloco único.

Publicada originalmente em PROJETODESIGN
Edição 254 Abril de 2001
Fachada principal
Em cinza-claro, dois dos quatro volumes; o cinza-escuro
marca o volume de ligação
Vista a partir do fundo do lote
A galeria central, marcada por panos e tijolos
de vidro, funciona como uma caixa de luz

Texto de | Publicada originalmente em Projeto Design na Edição 254

Assine PROJETO e FINESTRA!
Acesso completo grátis para assinantes


Quem assina as revistas da ARCO pode acessar nosso acervo digital com mais de 7 mil projetos, sem custo extra!

Assine agora