Urban 21: 1º Lugar

EPIAK: Um novo olhar sobre os vazios

O primeiro lugar do Urban 21 é a proposta dos alunos da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC/RJ). O projeto requalifica uma área do bairro da Tijuca, na capital fluminense, que está em situação de degradação e abandono, devido à presença de uma série de terrenos vazios

Iniciadas em 1976, as obras da linha 1 do Metrô do Rio de Janeiro, na Tijuca, bairro da zona norte, exigiram a desapropriação e demolição de inúmeros prédios. Ao fim da construção, foram criados uma nova via, no intuito de remendar o tecido, e lotes com formas irregulares que ainda permanecem vazios e murados.

O projeto de revitalização criado pelos estudantes cariocas propõe um novo olhar sobre os vazios urbanos - justificando o título “Epiak”, que, em Tupi, significa “olhar”. Para isso, o estudo parte da compreensão das suas condições de produção e da gravidade que eles assumem no processo de formação das cidades.

Como revelado pelos autores em texto, a reintegração dos terrenos ociosos à malha urbana leva em consideração a natureza e a conservação ambiental, os diferentes modais e a organização de fluxos, o diálogo entre público e privado e o potencial de trocas entre os sistemas. Com isso, buscou-se o convívio mais saudável e sustentável das pessoas com a cidade.

A área de investigação está situada entre duas estações de metrô do bairro - lados par e ímpar da avenida Heitor Beltrão, entre as praças São Francisco Xavier e Saens Peña, assim como o seu entorno imediato. Além dos vazios, as barreiras visuais geradas pelo adensamento do bairro potencializam a insegurança. Outro agravante é o fato de o local ser predominantemente residencial, ou seja, esvazia-se durante o dia, quando as pessoas vão trabalhar em outros centros.

“Trata-se de uma questão dicotômica considerando que em uma área com tecido urbano altamente consolidado - próxima ao centro da cidade e à floresta da Tijuca, entre duas estações de metrô e regada por diversas linhas de ônibus - permaneçam terrenos vazios, murados e subutilizados, de solos impermeáveis, que reforçam o problema de enchentes recorrente no bairro, com alagamentos”, comenta a equipe em relação aos espaços residuais.

As diretrizes projetuais foram organizadas em três etapas: implantação de edifícios de uso misto, gerando mais postos de trabalho e residências; remodelação do traçado viário, visando diminuir as áreas destinadas ao carro e a aumentar aquelas permeáveis e para pedestres; e conexões urbanas, a partir da criação de diferentes camadas (residencial, comercial, viária e natural).

Propõe-se a criação de parques, a partir da reintegração do rio existente, com a função de valorizar a natureza e os marcos naturais, educando a população e auxiliando no combate contra enchentes. Para verificar a viabilidade financeira dessa solução, e de todas as outras apresentadas, os estudantes fizeram uma série de cálculos levando em consideração a articulação entre as esferas pública e privada.

Equipe: Tainá Binato Flores, Adara Nataly Loureiro Duarte, Felipe Chavez Gonzalez, Laura Dias Leite Antunes Maciel, Mariana Monnerat de Oliveira e Marjorie Lange
Orientadores: Rodrigo Rinaldi de Mattos e Raul Bueno Andrade Silva
Instituição: Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, RJ

Parecer do júri: A equipe premiada com a primeira colocação atua em uma escala de projeto que atende às exigências do edital do concurso. Foram propostas soluções de requalificação do espaço público que priorizam a escala do pedestre, respeitam a do bairro, integram o preexistente com o novo e preocupam-se com a questão ambiental. Ademais, a partir de uma boa leitura da área - marcada por importantes desafios urbanos -, o projeto consegue traduzir as necessidades encontradas, com um desenho de qualidade.

Clique aqui para ver o PDF com o projeto completo

Urban 21: clique para ver o 2º colocado
Urban 21: clique para ver as menções honrosas
Urban 21: clique para ver todos os projetos



Texto de | Publicada originalmente em Projeto Design na Edição 434
  • 0 Comentários

ENVIE SEU COMENTÁRIO

Assine PROJETO e FINESTRA!
Acesso completo grátis para assinantes


Quem assina as revistas da ARCO pode acessar nosso acervo digital com mais de 7 mil projetos, sem custo extra!

Assine agora