Studio Serradura e Dante Della Manna: Escritório LinkedIn, São Paulo

A internet em espaços físicos

Refletir a imagem de São Paulo foi a demanda dos clientes para a sede paulista da rede social de negócios LinkedIn, localizada nas imediações da marginal do Pinheiros. “O  ponto de partida foi nos inspirarmos em uma cidade caótica, confusa, com alguns espaços de respiro mas marcada por elementos truncados”, explica o arquiteto Antônio Mantovani Neto, do escritório Dante Della Manna, responsável pelo projeto arquitetônico.

Para representar os distintos aspectos urbanos, empregou-se grande variedade de materiais - como madeira, concreto, plástico, metal, carpete e vidro - e uma espacialidade que revela angulações complexas e irregulares. No piso, a área de descontração, por exemplo, faz menção a parques, com carpete verde sob bancos de madeira e balanços, enquanto no corredor de acesso à biblioteca e às salas privadas o cimento faz par com a parede revestida com o desenho da tradicional calçada paulistana. Nessa mesma área, uma lâmpada de formato orgânico, desenvolvido especialmente para o projeto, remete à vida noturna na metrópole. “Utilizamos o neon característico da vida noturna mas de forma mais refinada, com o sistema chamado catodo”, esclarece Mantovani, que conta que o espaço foi batizado de Baixo Augusta.

Outros itens foram criados especialmente para o projeto luminotécnico pelo Studio Serradura. A luminária acima do balcão da recepção, por exemplo, acompanha o formato do móvel, criando um contorno de luz. Ao fundo, uma parede de gesso de cerca de seis metros de comprimento por três de altura funciona como telão, onde três canhões de projeção conformam uma única imagem.

Na área das estações de trabalho, as discretas luminárias em led, com apenas um centímetro de espessura, “são praticamente uma folha de papel pendurada”, explica o arquiteto. Sensores de presença setorizados também ajudam a economizar energia. Todo o projeto é dimerizado, incluindo as estações de trabalho.

O maior desafio, segundo os arquitetos, foi a opção por deixar aparente, no forro, a rede elétrica, o cabeamento de segurança, a detecção de incêndio, os dutos de ar-condicionado. “Todo o sistema técnico foi desenhado para obter um aspecto ordenado. Por exemplo, escolhemos os locais de passagem do trilho elétrico para não gerar vazios muito grandes, nem espaços entulhados”, explica Mantovani. Igualmente desafiador foi o uso de grides de madeira, em algumas salas e na cozinha, que servem de sustentação às  luminárias e permitem o acesso para manutenção. A laje e as paredes foram revestidas com elementos de desempenho acústico, garantindo o conforto sonoro. Na ampla cozinha, que pode receber ainda reuniões internas, comemorações e visitas de clientes, luminárias pendentes trazem “a  sensação dos food trucks”, segundo o arquiteto.

As salas de reuniões maiores foram pensadas para traduzir outra característica marcante de São Paulo - e de todo o Brasil -, o futebol. Em tom verde, o carpete tem listras que simbolizam o campo; as persianas blackout, quando abaixadas, revelam o desenho de uma torcida e holofotes para completar o clima de um estádio. Outro elemento representativo são os grafites. Feitos por dois artistas convidados, refletem a visão de cada um para cidade e encontram-se na recepção e na parede da área das estações de trabalho - que recebeu iluminação contínua e uniforme por meio de leds -, bem como os característicos cartazes urbanos do modelo lambe-lambe, que trazem impressa a missão da empresa. Para  sinalizar os departamentos, réplicas das placas de rua de São Paulo foram instaladas em postes.

Dante Della Manna Arquitetura 


Fundado em 1998, o escritório Dante Della Manna Arquitetura tem como sócios os arquitetos Dante Della Manna (Mackenzie, 1978) e Antônio Mantovani Neto (PUC/PR, 2000)



Ficha Técnica

Linkedin

Local São Paulo, SP
Data do início do projeto 2015

Data da conclusão da obra 2015

Área construída 1.700 m²

Arquitetura de interiores Dante Della Manna Arquitetura - Dante Della Manna e Antônio Mantovani Neto (autores); Fernanda Rocha e Bruna Cicarelli (coordenadoras); Cláudia Maia, Ana Carolina Castro, Mariana Pinheiro, Isabella Cencini, Ana Carolina Moraes, Nataly Martins, Fábio de Bem e Roberta Maduell (colaboradores)

Luminotécnica Studio Serradura
Comunicação visual DEA
Construção Lock

Gerenciadora Ocupantes
Fotos Nelson Kon

 

Fornecedores

Interface (carpete)
Neodesign, Hunter Douglas (persianas)
Abatex (divisórias)
Hufcor (divisórias retráteis)
Voko (mobiliário); Herman Miller, Atec (assentos)
Serradura/Oikós (luminárias)
Dpot, Decameron, Tora Brasil, Carbono, Vitra, Fernando Jaeger (mobiliário especial)
Ronah Carraro, Digitalorganico Studio (arte urbana)
Gráfica Fidalga (pôster lambe-lambe)

Texto de Gabriela Nunes| Publicada originalmente em Projeto Design na Edição 427
  • 0 Comentários

ENVIE SEU COMENTÁRIO

Assine PROJETO e FINESTRA!
Acesso completo grátis para assinantes


Quem assina as revistas da ARCO pode acessar nosso acervo digital com mais de 7 mil projetos, sem custo extra!

Assine agora