Estúdio Tarimba: Agência Innova, São Paulo

Cidade da criação

Ocupando imóvel com proporção predominantemente longitudinal, em lote de miolo de quadra sem recuos laterais, a agência de publicidade criada pelo arquiteto Alexandre Salles, do Estúdio Tarimba, em São Paulo, tem misto de linguagem industrial, rústica e urbana, em interiores com abundante integração espacial e visual. A exemplo da vida na cidade, o projeto tem ruas para a distribuição dos fluxos, bancos junto a grandes janelas para favorecer a interação social e a descontração no ambiente de trabalho, e praças ora abertas, ora em forma de salas transparentes mas acusticamente isoladas.

O projeto da agência Innova é setorizado verticalmente, com espaços de pré-atendimento, no térreo; direção e administração, no primeiro andar; e criação/produção no segundo. A distribuição longitudinal dos fluxos resulta da proporção alongada do lote. Corredores contínuos serviram de mote para o arquiteto Alexandre Salles, autor do projeto, criar ruas internas, que funcionam tanto como via de circulação quanto como lugar por onde ocorre a interação visual entre os vários ambientes.

Elas ainda acolhem a interessante assimetria de salas, abertas e fechadas (e com tamanhos ou posicionamentos distintos). O corredor central, que divide, no térreo, o setor de trabalho das três salas de reuniões, é o exemplo mais evidente desse conceito. Ambos são envolvidos por divisórias contínuas, recobertas com réguas de madeira pinus, mas as alturas diversas dos grandes panos de vidro, de um lado e do outro do corredor, comunicam subliminarmente as funções desempenhadas. As salas de reuniões são como grandes vitrines, embora acusticamente isoladas, enquanto o espaço de trabalho é minimamente resguardado pela presença de uma sequência de armários baixos que se torna parapeito.

Também a fachada interna da grande sala de reuniões elevada, visível desde a recepção, e o detalhamento da escada vazada de madeira que dá acesso ao corredor lateral/estar do primeiro pavimento são agentes da continuidade visual e de fluxos. Característica que, por sua vez, é favorecida pela abundante luz natural incidente nos interiores, seja através das fachadas frontal e posterior ou do núcleo envidraçado que envolve a árvore existente em uma das laterais do lote.

Duas salas acusticamente isoladas, no primeiro e no segundo andares, servem de locais de convívio social ou para reuniões informais, igualmente revestidas com pinus. São volumes destoantes dos acabamentos superficiais que os envolvem - tijolo aparente numa das fachadas laterais e tinta preta em grande parte das paredes e portas.

A agência ocupa imóvel construído para locação, um galpão sem recuos laterais. A altura dos forros, considerada a passagem das tubulações diversas, era um dos pontos críticos do projeto, equacionado tanto pela adoção de sistema de climatização central com controle individual de temperatura em cada ambiente (menor quantidade de dutos), quanto pelo distanciamento dos forros de gesso em relação às paredes.
A sensação é de ampliação do pé-direito, com a contrapartida da exposição parcial dos dutos de ar-condicionado e iluminação. Mas, pintados de preto contra o teto na mesma cor, tornam-se interferências técnicas quase imperceptíveis.

Já o segundo andar é ocupado pelas áreas de criação e produção/planejamento. Entre elas há uma praça central, espaço de descontração que abriga a mesa de bilhar. Para os dois setores tem-se o mesmo tipo de bancada de trabalho - tampos com 1,20 metro de largura, distribuição linear e divisória baixa na largura - e mínimos espaços para a guarda de documentos. A continuidade espacial é reforçada por grandes réguas de iluminação direta e indireta, pendentes.


Estúdio Tarimba
Alexandre Salles formou-se em 2001 pela FAU/USP, mesma instituição em que concluiu o mestrado em semiótica urbana em 2009. Atuou em grandes escritórios de arquitetura em São Paulo e participou de projetos e concursos nacionais e internacionais. Em 2011 fundou o Estúdio Tarimba, escritório multidisciplinar com foco no desenvolvimento de projetos corporativos, comerciais, residenciais, consultoria e pesquisa em design. É também professor titular do Istituto Europeo di Design, em São Paulo, desde 2009



Ficha Técnica

Agência Innova - All Around The Brand
Local São Paulo, SP
Data do início do projeto 2013
Data da conclusão da obra 2013
Área do terreno 425 m²
Área construída 875 m²
Arquitetura, interiores e acústica Estúdio Tarimba - Alexandre Salles (autor)
Luminotécnica Estúdio Tarimba e Reka Iluminação
Estrutura, elétrica, hidráulica e construção Imperframa
Ar condicionado Dufrio
Fotos Vivian Koblinsky

Fornecedores

Sulmetais (brises)
Atec (carpetes e cadeiras corporativas)
Carvalho & Carvalho Serralheria (fachada, cobertura e escada metálica)
Madeira de Demolição (escada de madeira e pergolado)
Luxaflex (cortinas e persianas)
Marcenaria Gilberto Motta-Giba (cozinhas, divisórias corporativas, mobiliário especial e portas)
Darcom (divisórias sanitárias)
Montele (elevadores)
DC Fire (equipamentos de segurança)
Hunter Douglas (isolamento termoacústico)
Osram (lâmpadas)
Reka (luminárias)
Riccó (mobiliário corporativo)
Treviso, Desmobília (mobiliário especial)
Blokret (pavimentação)
Marmolux (pedras)
Weber (piso cimentício)
Portobello (pisos cerâmicos)
Cia. das Telhas (tijolo aparente)
Suvinil (tintas)
Giba (vidros)
Artesão BR (luminárias especiais, porta-escotilha e guarda-corpo)

Texto de Evelise Grunow| Publicada originalmente em Projeto Design na Edição 413
  • 0 Comentários

ENVIE SEU COMENTÁRIO

Assine PROJETO e FINESTRA!
Acesso completo grátis para assinantes


Quem assina as revistas da ARCO pode acessar nosso acervo digital com mais de 7 mil projetos, sem custo extra!

Assine agora